domingo, 19 de setembro de 2010

Comentando: Vivam os cantadores (gaivotasnoniassa) do Valdemar.

Hoje, virei pelo Minho
Esses versos vêm a calhar;
Dei mais um passeiozinho
É, assim, amigo Valdemar

Gente, como família
Num moderno autocarro
Onde não houve quezília
Nem o fumo do cigarro

Virei em Espanha, Sta Tecla
Até virei em Valença
Às vezes a gente peca
Dando cabo da nossa crença

Virei também em Viana
Junto do rio Lima
Mas, por falta de cana
Pesquei só com a linha

De tanto vira e virar
Depois, virei em Braga
De muito beber e petiscar
Pesado, mais parecia uma draga

Rodeado de bons amigos
De redobrada confiança
Já estou nos meus abrigos
Juntinho da minha Esperança..

1 comentário:

Valdemar disse...

É de Poeta.
Adorei. Ponto Final.
Depois da pequenez do meu Sporting:- não tenho inspiração para ir mais além.
UM Abração e Parabéns.